Capa » Notícias » Comunidades » Primeiro-ministro do Canadá destaca visita ao seu país de António Costa

Primeiro-ministro do Canadá destaca visita ao seu país de António Costa

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, afirma esperar que a visita ao seu país do líder do executivo português, António Costa, sirva para explorar as oportunidades abertas pelo acordo de livre comércio com a União Europeia (CETA).

António Costa realiza entre 02 e 05 de maio uma visita oficial ao Canadá, em que se encontrará com o seu homólogo, Justin Trudeau, com empresários canadianos e com a comunidade portuguesa naquele país, que se aproxima do meio milhão de cidadãos.

Ao longo dos quatro dias de presença no Canadá, o primeiro-ministro estará na capital, Otava, passando também por Montreal e Toronto.

Numa nota publicada nesta terça-feira na página oficial do líder do executivo canadiano, o primeiro-ministro do Canadá afirma esperar debater com António Costa os “benefícios” resultantes do novo acordo de livre comércio celebrado entre o seu país e a União Europeia.

Justin Trudeau acredita que esse acordo vai permitir a criação de “mais riqueza, mais empregos (sobretudo para a classe média) e mais oportunidades nos dois lados do Atlântico”.

Ainda de acordo com o primeiro-ministro do Canadá, nas conversações com António Costa estarão também em cima da mesa questões como a proteção dos oceanos, as alterações climáticas, a segurança coletiva, a paz e a criação de novas oportunidades de emprego.

Justin Trudeau destaca ainda que o Canadá tem cerca de meio milhão de cidadãos de origem portuguesa e que a comunidade lusa é das mais importantes no seu país.

“Canadá e Portugal tem uma relação bilateral com fortes laços ao longo da história, com perto de meio milhão de cidadãos de origem portuguesa a viver no nosso país. Nos encontros com o primeiro-ministro [António] Costa procurarei aprofundar as nossas relações económicas entre os dois países, em benefício mútuo dos povos canadiano e português”, escreveu Justin Trudeau.

Na página da Internet do primeiro-ministro do Canadá, especifica-se depois que residem neste país 480 mil cidadãos de origem portuguesa e que as relações comerciais entre os dois países envolveram em 2017 cerca de 848 milhões de dólares, tendo as exportações canadianas para Portugal rondado os 270 milhões de dólares.

Salienta-se ainda que Portugal foi o oitavo Estado-membro da União Europeia a ratificar o acordo de livre comércio com o Canadá.

Ao longo dos quatro dias de presença no Canadá, do ponto de vista institucional, além da reunião com Justin Trudeau, o líder do executivo português terá encontros com o presidente do Parlamento Federal, Geoff Reagan, e com líderes de diversos partidos políticos.

Segundo o gabinete do primeiro-ministro, a visita do primeiro-ministro terá também uma forte componente económica, estando previsto um encontro empresarial, visitas a empresas e diversas reuniões de trabalho.

Ao contrário das tendências mais protecionistas da administração de Donald Trump nos Estados Unidos, o Canadá com a liderança de Justin Trudeau tem assumido uma perspetiva de multilateralismo político e de defesa de acordos regionais de livre comércio.

O Canadá e a União Europeia, com o apoio do Governo português, concluíram em 2016 um Acordo Económico e Comercial Global (CETA), que entrou em vigor no final de 2017.

Entre outros pontos, o acordo prevê uma redução de 90,9% das taxas aduaneiras canadianas, o que se julga que facilitará as exportações de produtos nacionais, designadamente de vinho (que em 2015 atingiu os 54 milhões de euros) e queijo (1,6 milhões de euros em 2015).

De acordo com o gabinete do primeiro-ministro, a visita oficial ao Canadá servirá também para o “aprofundamento relações culturais, assinalando-se o Dia da Língua Portuguesa, e para contactos com a comunidade portuguesa residente neste país.

PMF // JPS

Lusa/fim