Capa » Notícias » Desporto » Congressista aposta doces portugueses na vitória dos Patriots no Super Bowl

Congressista aposta doces portugueses na vitória dos Patriots no Super Bowl

O congressista democrata Joe Kennedy III apostou doces do Portugalia Marketplace, Fall River, em como os New England Patriots vão vencer a final do campeonato de futebol americano, conhecido como Super Bowl.

Kennedy fez a aposta com Nancy Soderberg, que é candidata a congressista na Florida e apoia os Philadelhia Eagles, que vão disputar a final com os Patriots no dia 04 de fevereiro.

Por sua vez, Soderberg apostou entrecosto de churrasco de um restaurante chamado Smokin D’s BBQ, da cidade de St. Augustine, na Florida.

Joe Kennedy representa o quarto distrito de Massachusetts, zona que inclui a equipa da Nova Inglaterra, que venceu o campeonato no ano passado.

O congressista começou a fazer estas apostas no final da época e, nas últimas semanas, já experimentou comida de Seattle e de Atlanta, depois de os Patriots terem derrotado equipas dessas cidades.

O Portugalia Marketplace é um supermercado português de Fall River, uma cidade que acolhe uma numerosa comunidade açoriana.

“Graças a estas apostas e ao braço de outro do G.O.A.T. [apelido de Tom Brady, um jogador da equipa] já fui exposto à alta cozinha de Seattle e Atlanta. Mal posso esperar para comparar o churrasco de #SmokinDsBBQ com o salmão de Seattle e o churrasco da Georgia”, escreveu no Twitter o congressista.

“@joekennedy está prestes a comer o melhor barbecue e feijão do mundo do #SmokinDsBBQ ainda melhor do que doces portugueses de Boston! Desfruta!”, respondeu a candidata Nancy Soderberg.

Estas apostas desportivas são uma tradição do congressistas de 37 anos.

Em 2013, Kennedy perdeu uma aposta com o congressista Eric Swalwell, da California, e teve de enviar para o colega doces da Pastelaria Barcelos, também um negócio português de Fall River.

Kennedy representa um distrito com várias comunidades portuguesas. Além de Fall River, o distrito inclui cidades com milhares de imigrantes açorianos como Swansea e Taunton.

AYS // PJA

Lusa/Fim