Capa » Notícias » Educação » Alunos de enfermagem dos Estados Unidos nos Açores em projeto transatlântico

Alunos de enfermagem dos Estados Unidos nos Açores em projeto transatlântico

Um grupo de alunos de enfermagem das universidades de Massachusetts, nos Estados Unidos, e dos Açores, encontram-se na região autónoma, no âmbito do projeto “Bridging the Atlantic”, a estudar problemas médicos nas comunidades piscatórias.

O secretário regional adjunto da presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt, que recebeu hoje os jovens, considerou que este projeto é “muito interessante”, unindo duas comunidades de açorianos radicadas nos Estados Unidos e Açores.

Nos Estados Unidos, na costa leste, existe uma larga comunidade de emigrantes de origem portuguesa de origem açoriana, de forma mais acentuada nas cidades de Fall River e New Bedford.

Rui Bettencourt, que ressalvou que a iniciativa engloba jovens com raízes portuguesas e outros de outras nacionalidades que se interessam pela região, declarou que o projeto “coloca os estudantes de enfermagem a preocuparem-se com questões sociais”.

A edição de 2018 está focada nas dificuldades de saúde que se fazem sentir nas comunidades piscatórias da cidade de New Bedford e da ilha de São Miguel, tendo o titular da pasta das Relações Externas assinalado o “entusiasmo que os jovens” estudantes de enfermagem colocam neste projeto.

O governante destacou as vertentes social e cultural inerente ao projeto, além da vertente profissional, que lhes permite apurar como é que podem na sua ação comunitária atenuar as dificuldades de saúde das comunidades piscatórias.

Para Rui Bettencourt, mais importante do que apoiar o projeto é o Governo Regional dos Açores registar o seu retorno por via do que estão a produzir e a eficácia relevada no terreno.

O trabalho de campo dos jovens enfermeiros consiste na identificação das patologias existentes nas comunidades piscatórias em estudo, estabelecendo-se paralelos e produzindo uma resposta que será materializada num relatório sobre esta fase atual do projeto.

O projeto já envolveu durante as suas quatro edições 64 estudantes dos Açores e Estados Unidos, vários eventos técnico-científicos, publicações científicas e visitas de caráter cultural.

JYAM // MLS

Lusa/Fim